Mostrando postagens com marcador Renata. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Renata. Mostrar todas as postagens

Resenha: #Partiu Vida Nova - Leila Rego

27 abril 2016

Oi, lindezas! Hoje eu vim trazer a resenha de um livro que é uma doçura! Vêm comigo?

Autora: Leila Rego. 
Editora: Gutenberg. 
Páginas: 302.
Ano: 2015.
ISBN: 9788582353158
Sinopse: Como muitas garotas pobres do interior, Mariana também sonhava em se casar com um cara perfeito, ter uma casa arrumada e ser feliz “até que a morte os separe”. Mas o sonho dela parecia ter sido turbinado: ela ia se casar com Eduardo, médico, lindo, rico, cobiçado e divertido, ia morar em um superapartamento no melhor bairro da cidade, e nunca tinha se sentido mais feliz com seu vestido de noiva de marca e um guarda-roupa repleto de peças de grife que ela tanto valorizava.
Depois de uma trabalheira maluca e da organização de todos os detalhes, o grande dia havia chegado. E, se dependesse dela, tudo sairia maravilhoso! Ela estava em seu quarto sozinha, terminando de se arrumar para a cerimônia, quando o noivo aparece de repente e diz que precisa conversar, pois não se sente pronto para casar.
A imagem do casal em cima do bolo começa a desabar… O que aconteceu com Edu? Mari necessita de respostas, nada mais faz sentido. Agora, ela precisa ir atrás da verdade, nem que para isso tenha que descer do salto, arregaçar as mangas e fazer um longo caminho de volta, até conseguir finalmente começar a aproveitar a sua tão sonhada vida nova.

Lançamentos Arqueiro: Profundo & Intenso - Todos contra o Revenge Porn!

25 março 2016

Esses dias passeando pela blogosfera eu vi em alguns blogs parceiros da Editora Arqueiro uma postagem coletiva sobre esse livro e fiquei com muita vontade de participar, mesmo não sendo o Conversas de Alcova parceiro da editora, pois acredito que esse livro aborda um tema muito forte e muito atual. Que não só merece, como necessita ser abordado.
Só que a minha ideia de Blogagem coletiva vai ser um pouco diferente, como aqui no blog somos três colunistas e três feministas, cada uma com as suas opiniões, mas com o máximo de respeito possível uma pela outra, iremos escrever uma postagem sobre o tema juntas. Acredito que ficará enorme, mas será muito interessante.



Profundo e Intenso são lançamentos da Editora Arqueiro, que lidam com um tema bastante atual no nosso cotidiano, a Vingança Pornô (Porn Revange).

Resenha: Duff - Kody Keplinger

17 fevereiro 2016

Como DUFF integrou recentemente a lista de inclusões no Netflix, resolvi fazer uma resenha sobre o livro no qual o filme é livremente (e eu digo livremente mesmo, apesar de ter adorado a versão cinematográfica com a Mae Whitman) baseado. 

Ficha Técnica:
Autora: Kody Keplinger.Editora: Globo Alt
Ano: 2016.
Páginas: 328.
ISBN: 9788525060631Sinopse: Bianca Piper não é a garota mais bonita da escola, mas tem um grupo leal de amigas, é inteligente e não se importa com o que os outros pensam dela (ou ela acha). Ela também é muito esperta para cair na conversa mole de Wesley Rush - o cara bonito, rico e popular da escola - que a apelida de DUFF, sigla em inglês para Designated Ugly Fat Friend, a menos atraente do seu grupo de amigas. Porém a vida de Bianca fora da escola não vai bem e, desesperada por uma distração, ela acaba beijando Wesley. Pior de tudo: ela gosta. Como válvula de escape, Bianca se envolve em uma relação de inimizade colorida com ele. Enquanto o mundo ao seu redor começa a desmoronar, Bianca descobre, aterrorizada, que está se apaixonando pelo garoto que ela odiava mais do que tudo.

Resenha: Vicious - V.E. Schwabb

03 fevereiro 2016

Olá, gente!

Vocês se lembram de "Um tom mais escuro de magia", que resenhei há algumas semanas? Bem, depois de ler, e de me encantar com a história do Kel, um mago capaz de viajar entre as Londres dos diferentes mundos, resolvi que iria correr atrás de outras obras da maravilhosa V.E. Schwabb (ou Victoria Schwabb, que é o nome que ela usava para publicar antes) e descobrir se seu talento se reproduziria as páginas de outras histórias.. 

Então, depois de colocar meus dedinhos em Vicious, descobri que tenho outro nome para colocar na minha lista (já extensa) de autores favoritos. E embora este livro não tenha sido traduzido para o maravilhoso português ainda, vim fazer a resenha para que vocês se adiantem lendo em inglês, ou aguardem com ansiedade por mais essa intrincada (e perfeitamente factível, ainda que seja um livro de fantasia) trama. Me acompanham?

Sobre o Livro:

Autora: V.E. Schwabb.
Ano: 2013.
Páginas: 368.
Editora (em inglês): Tor Books.
ISBN: 9780765335340.
Estrelas: 5/5 COM LOUVOR!
Sinopse (traduzida do skoob por mim mesma, então perdoem qualquer erro): Um conto magistral, trançado de ambição, o ciúme, traição e superpoderes, ambientado em um futuro próximo.
Victor e Eli começaram como companheiros de quarto na faculdade – brilhantes, arrogantes e solitários garotos que reconheceram um no outro a mesma ambição e clareza que possuíam. Em seu último ano, um interesse de pesquisa compartilhado sobre adrenalina, experiências de quase morte, e eventos aparentemente sobrenaturais revela uma possibilidade intrigante: a de que sob as condições corretas, alguém poderia desenvolver habilidades extraordinárias. Mas quando a sua tese se move do acadêmico ao experimental, as coisas vão muito mal.
Dez anos mais tarde, Victor foge da prisão, determinado a alcançar seu velho amigo (agora inimigo), auxiliado por uma jovem cuja natureza reservada obscurece uma habilidade impressionante. Enquanto isso, Eli está em uma missão para erradicar todas as outras pessoas com super poderes que ele pode encontrar – além de sua ajudante, uma mulher enigmática com uma vontade inquebrável.
Armados com terrível poder em ambos os lados, impulsionados pela memória de traição e perda, os arqui-inimigos traçaram um curso de vingança, mas quem sobreviverá no final?

Resenha: Encruzilhada - Kasie West

27 janeiro 2016



Sobre o Livro:
Autora: Kasie West.
Editora: Seguinte.
Ano: 2015.
Páginas: 304.
ISBN: 9788565765718
Sinopse: A vida de Addison Coleman é um grande “e se…?”, graças à sua habilidade especial: Investigar Destinos. Addie é capaz de prever duas possibilidades de seu futuro toda vez que precisa tomar uma decisão. Quando os pais dela anunciam o divórcio, a garota deve escolher se vai morar com o pai entre os Normais ou se prefere ficar com a mãe no Complexo Paranormal. Para ter certeza do que a espera, Addie resolve Investigar. Em uma alternativa, ela conhece Trevor, um Normal sensível com quem logo sente uma conexão. Na outra, se envolve com Duke, o garoto mais popular da escola Paranormal. E agora, em qual futuro Addison estará disposta a viver?

Resenha com um twist: À procura de Audrey - Sophie Kinsella

17 janeiro 2016



Autora: Sophie Kinsella.
Editora: Galera Record. Ano: 2015.
Páginas: 336.
ISBN: 9788501104632
Sinopse: Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas. Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor. 




Resenha: Zac e Mia - A.J. Betts

13 janeiro 2016


Sobre o livro
Autora: A.J. Betts.
Editora: Novo Conceito.
Ano: 2015.
Páginas: 288.
ISBN: 9788581637716.
Sinopse:A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso.
No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela.
Mas no hospital, as regras são diferentes. Uma batida na parede de seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente.
Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam um do outro?
Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é uma história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias. 

Resenha dupla: Gayle Forman e a Saga "Apenas Um dia"

27 dezembro 2015

Oi, Lindos! Venho hoje com um combo suculento de uma das autoras de young adult mais conhecidas atualmente (principalmente depois do sucesso que "Se eu ficar" teve nas bilheterias hollywoodianas): Gayle Forman, desta vez com uma saga diferente. Me acompanham? <3 

Sobre o livro: Título: Apenas um dia.
Autora: Gayle Forman.
Ano: 2014.
Editora: Novo Conceito.
Páginas: 384.
ISBN: 9788581634500
Sinopse: A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida.Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.


Resenha: 
Gente, já faz um tempão que eu li esse livro. Lembro que, na época, fiquei maluquinha porque o segundo livro da série ainda não tinha saído e eu iria sofrer uma crise terrível de abstinência se não pudesse descobrir o destino de Allyson e Willem imediatamente. Não preciso nem dizer que não morri, né? Mas cheguei pertinho, de tanto que adorei "Apenas um dia", e fiz o que qualquer pessoa sã faria: li todos os outros livros da Gayle Forman. Mas este foi especial 

Allyson é a garota quase-perfeita: organizada, disciplinada e rígida consigo mesma, está em excursão pela Europa com sua turma quando conhece Willem, um jovem, atraente e completamente desapegado ator itinerante, que está em turnê, encenando clássicos de Shakespeare e encantando turistas e leituras desavisadas com seu charme e talento. O acaso os favorece mais uma vez quando se reencontram em um trem, e ele a convence a abandonar seu grupo para viajarem juntos a Paris e realizar o sonho dela de conhecer a cidade das luzes. 

O que tinha tudo para ser estranho e até mesmo perigoso, tornou-se uma aventura incrível para ela que jamais havia pisado fora da linha. Ela passa, então, a compreender que cada momento deve ser vivido com intensidade, porque nunca se sabe o que acontecerá em seguida - e ficamos com a sensação de que um dia, uma pessoa é capaz de mudar nossa vida inteira, sem pedir licença. E não é assim mesmo que a vida acontece? 

Graças a Willem e o desvio inesperado do destino, Allyson transforma-se da garota conformada com os planos feitos para ela a alguém decidido a seguir os próprios sonhos, com quaisquer que sejam as ferramentas. E ela vai viver, aos trancos e barrancos, mas à sua forma - que, às vezes, é só o que podemos desejar. 

O livro, pra mim, foi lindo. Cheio dos altos e baixos que eu amo, e daquelas circunstâncias odiosas em que dá vontade de chacoalhar os personagens pelos ombros pra botar um pouco de bom-senso em suas cabecinhas. Allyson é a narradora e conhecemos Paris, bem como as frustrações e experiências, de seu ponto de vista - além disso, é através dos olhos dela que nos apaixonamos pelo espírito livre de Willem. 




Sobre o livro: Título: Apenas um ano.
Autora: Gayle Forman.
Ano: 2015.
Editora: Novo Conceito.
Páginas: 342.
ISBN: 9788581636713.
Sinopse: Em Apenas um Dia, os momentos de paixão entre Allyson e Willem foram interrompidos de maneira abrupta, lançando a jovem em um abismo de questionamentos e dor. Agora a história é contada pela voz de Willem. Sem saber exatamente o que o atraiu na garota de olhos grandes e jeito comportado, o rapaz inicia uma busca obsessiva por pistas que levem até a sua Lulu mesmo sem saber sequer o seu nome verdadeiro.
Enquanto tenta compreender o mistério que os separou, Willem se esforça para costurar relacionamentos desgastados e procura respostas para o futuro. Mais do que uma aventura de verão, o encontro em Paris significou para ele o início da vida adulta. 



Resenha: 

Já que é combo, vamos falar também de "Apenas um ano", segundo livro da saga, e que me fez morrer por dentro já que aqui conhecemos Willem distante do ponto de vista iluminado de Allyson: vemos um garoto tentando desesperadamente crescer e lidar com suas próprias inseguranças com relação ao futuro e à vida. 

Ao começarmos a ler este livro, já sabemos onde vai acabar: no mesmo momento de suspense deixado em aberto por Gayle no primeiro exemplar da saga. Mas confesso que isso não me deteve nem um pouco, porque eu já estava tão além em minha crush por Willem que só queria conhecê-lo melhor e descobrir onde esteve e o que fez durante todo o período em que ele e Allyson - ou Lulu, como ele a apelidou - ficaram separados. 

E foi lendo que eu descobri que, na verdade, não queria nada daquilo, porque os personagens são tão burros as vezes que eu sinto vontade de morrer um pouquinho. Mas só um pouquinho, porque o desejo pelo desfecho (que, tcharã, só vem no terceiro livro, um conto chamado "Apenas uma noite") é ainda maior que a raiva. 

O que me comove bastante é a forma como a imagem de Allyson funciona para Willem como a de uma musa. Ela o inspirou a tomar atitudes que ele, até então, não tivera coragem suficiente para levar adiante. E, ainda, ele nos leva a conhecer diversos lugares e países, como a Índia, e é quase como se fôssemos reais expectadores de suas aventuras. 

Embora o segundo livro trate o mesmo período que o primeiro, as narrativas são completamente diferentes e eu não aconselho que sejam lidos fora de ordem. Mesmo, é muito mais enriquecedor (e frustrante, de um jeito gostoso) acompanhar os passos na ordem certa. 

Eu cheguei a gostar ainda mais desta sequência que do primeiro livro, porque me senti muito mais cativada por Willem que por Allyson. Mas também quero saber a opinião de vocês sobre isso. Já leram? Qual foi melhor para vocês?

Beijão <3




Resenha: November 9 - Colleen Hoover

23 dezembro 2015

Sobre o livro (sinopse traduzida por mim mesma, então perdoem qualquer incoerência):
Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, um dia antes de uma viagem que tem marcada para o outro lado do país. A intensa atração entre os dois os leva a passarem juntos o último dia de Fallon em Los Angeles. e sua vida agitada se transforma na inspiração que Ben sempre procurou para escrever seu livro. Ao longo do tempo e em meio a vários relacionamentos e turbulências provocadas por suas vidas separadas, eles continuam se encontrando na mesma data, todos os anos. Até o dia em que Fallon começa a desconfiar se Ben havia lhe contado a verdade ou se fabricou uma realidade perfeita que suportasse uma última reviravolta na história. 

Resenha:


Gente, talvez não seja surpresa para ninguém (data a ausência de fotos originais para deixar o post bonitinho para vocês) que eu tenha mania de ler meus livros em formato digital. Acho que é mais barato, acessível e o acervo é imenso. O mais legal é que eu tenho contato com livros incríveis antes que eles venham parar em terras tupiniquins, e posso trazer novidades para vocês (ou chorar para que as editoras façam isso, no caso haha). November 9 é um destes livros e, apesar de ainda não ter ganhado uma tradução para o português, já há garantia de lançamento próximo pela Galera Record, então sosseguem o facho e venham comigo porque a história de Collen Hoover (como a maioria das coisas que ela escreve) me cativou e pode te deixar com um gostinho de ansiedade se você topar esperar. E aí? 

Bom, as circunstâncias que levam Ben e Fallon a se encontrarem são, no mínimo, muito estranhas; mas o que tinha tudo para ser um dia pesaroso para a garota sofre uma reviravolta e ela se descobre imensamente atraída pelo cara que a "salvou" de um momento desconfortável e a fez sentir bonita de novo. Porque Fallon, ex-atriz prodígio, já não se sente bonita desde que sobreviveu ao incêndio que lhe queimou parcialmente o corpo, deixando para trás cicatrizes que a fazem lembrar do dia em que perdeu tudo, menos a própria vida. 

O problema é que Fallon está de viagem marcada para Nova Iorque, onde deseja tentar se restabelecer como atriz apesar de sua aparência. E, por isso, ela e Ben chegam ao seguinte acordo: todos os anos, na mesma data, eles se encontrarão - para passarem tempo juntos, se conhecerem e, de quebra, para que Ben narre a história dos dois em um livro, cujo desfecho, ao fim de cinco anos, seria um mistério para ambos. 

Mas, Renata, não é exatamente isso que acontece em Um Dia, do David Nicholls?

Não, porque Ben e Fallon, ao longo de todo o ano que levaria ao encontro, não teriam qualquer tipo de contato: não se perseguiriam nas redes sociais, não se veriam ou trocariam telefonenas. Huh, meio masoquista essa resolução, quando a atração entre os dois é tão inegável, certo? 

Yes, certo. Eu não poderia concordar mais. Mas a premissa é exatamente essa: que eles tenham compartilhem um dia especial. E é o que tentam fazer, aos trancos e barrancos, até que Fallon descobre que Ben esteve escondendo dela uma informação crucial. Sobre a qual eu não posso falar porque você tem que ler o livro e sofrer como eu sofri, MUAHAHA <3 

Se eu gostei de November 9? Bom, considerando que eu o devorei com a fome de dez mendigos, posso dizer que sim. O mundo estava acontecendo à minha volta e a única coisa que eu queria fazer era estapear os dois por serem burros demais para ficarem juntos de uma vez só e acabar com aquela cena toda. O Ben, afinal, poderia escrever um livro sobre qualquer coisa, né? Yep, errei nisso aí também, porque quando as coisas se encaixam e você percebe que não existem coincidências para nenhum dos dois, a relação entre eles (e esse jeito meio insano de levar a vida separado de quem se gosta) começa quase a fazer sentido. 

Então o meu conselho é: caso queira ler November 9 e tenha um pouquinho de Renata em você (leia-se: não consiga parar uma vez que começa um livro com ~~mistérios ocultos~~), largue tudo e não marque nenhum compromisso, porque você vai querer chorar, vai sofrer, bater os pés e fazer birra, e vai se odiar se tiver que deixar de lado este livro antes de conhecer o desfecho. 

Voltem aqui para me contar o que acharam, bom ou ruim. Ficarei esperando! 
Beijocas


OBS: uma observaçãozinha básica de cunho pessoal, aqui, ok? Gente, eu tenho a MAIOR dificuldade de responder comentários no blog, porque estou quase sempre acessando pelo celular, e quem faz isso sabe que é uma caca (e eu ainda enxergo mal, pra ajudar). Então me perdoem se eu não pareço a resenhista mais simpática, mas estou lendo tudo e amo saber o que vocês acham sobre o que estou escrevendo aqui, tá? NÃO DEIXEM DE COMENTAR, POR FAVORZINHO! Eu amo vocês. <3


Parceria: Luisa Soresini - A Filha do Norte

20 dezembro 2015

Oi, lindos! Domingo a tarde, sem ter o que ler, e vim trazer mais uma divulgaçãozinha básica "procêis"! Espero que gostem! (:

Sobre o livro: Elza, a Bruxa do Leste, reflete sobre o mundo e sua própria história. Para ela, o fluxo da vida entrou em um ciclo interminável, no qual os espíritos perderam um pouco da sua força e, ela, na sua esperança diante a humanidade. Com isso, sua irmã Meredith, a Bruxa do Sul, anuncia a chegada de um visitante estranho em Mafaldi, uma pequena cidade que fica entranhada no meio da floresta. Dessa maneira, temendo por problemas, as bruxas saem para averiguar e descobrem que o indivíduo misterioso trata-se de uma garota desolada. Por pena, elas a acolhem, sem o conhecimento da menina perante a identidade das bruxas. Em sua vida humilde, Elza percebe o quanto a menina, chamada Michelle, é simples, mas, ao mesmo tempo, refinada e inteligente, e logo toma apresso por ela, tal como uma filha. Contudo, em um determinado dia, Michelle sai e desaparece na floresta. Meredith e Elza começam, então, uma busca interminável pela garota, mas seus maiores medos tornam-se realidade quando descobrem que a menina for parar na mansão dos Vergaminis. Com medo do que poderia acontecer com ela, as bruxas iniciam uma missão para salvá-la, sabendo que pode ser tarde demais.
Michelle, enquanto andava sozinha pela floresta, encontra uma mansão imponente e sombria, entretanto, a curiosidade e seu medo de ficar sozinha a levam a buscar ajuda dentro da casa. O que ela não esperava era encontrar jovens e irmãos de idades contrastantes tão lindos e ricos vivendo em um lugar como aquele. Elegantes, refinados, gentis, todavia intimidadores. Algo parecia estar errado e ela torcia para que fosse apenas um equívoco em suas sensações. No meio da noite, no entanto, Michelle descobriu a verdadeira face daqueles jovens que estavam longe de serem os príncipes que ela sonhou. Forçada a viver com eles pelo resto de sua vida, Michelle, protagoniza novamente seus maiores medos e descobrirá, assim, a face mais sórdida dos Vergaminis.

Luisa Soresini. Tem 23 anos, é formada em Letras, blogueira nas horas vagas, leitora e escritora voraz na maioria do tempo. Capixaba, com algum sotaque mineiro por ter vivido lá por quatro anos, começou a escrever bem nova. Como fruto do seu amor por livros, literatura, filmes e animes nasceu seu primeiro livro “A Filha do Norte” que será lançado em dezembro pela Editora Novo Século.

 
A Luisa é uma querida e já se comprometeu a participar de uma entrevista com a gente, então devemos ter uma resenha e mais novidades em breve! <3
Um beijão e até quarta!



Resenha: Um tom mais escuro de magia - V.E. Schwab

11 dezembro 2015



Autora: V.E. SchwabEditora: Record
Ano: 2015
ISBN: B00ME0TBFE
Páginas: 357
Sinopse: Kell e Lila atravessam portões mágicos para visitar três versões bem diferentes de Londres: a Londres Vermelha, cheia de vida e magia; a Londres Cinza, com um rei louco e zero magia; e a Londres Branca, onde as pessoas lutam para controlar a magia, e a magia contra ataca.






A Importância do Feminismo (e o constante aprendizado)

03 dezembro 2015


Oi, gente! Demorei, mas voltei.

Quero, antes de tudo, me desculpar pela ausência e esclarecer que ela foi causada pela rebelião simultânea de todos os aparelhos tecnológicos contra mim. Juro que tentei conversar, convencer, mimar, mas não deu certo: meu último celular pulou dentro de um bueiro em plena tempestade e fiquei, momentaneamente, privada do contato com o mundo cibernético. Vocês entendem, não é?

Em segundo lugar, quero dizer que hoje o meu post será um pouco diferente; venho, para variar, não com uma resenha, mas com um assunto que - pelo menos para mim - é de grande importância, e que tem ganhado cada vez maior destaque nas mídias e redes sociais: O Feminismo.

Resenha: A Lista - Cecelia Ahern

29 outubro 2015



Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
ISBN: 9788581636832
Páginas: 384
Sinopse:Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.

Resenha: Os Magos - Lev Grossman

23 outubro 2015


Autor: Lev Grossman
Editora:
Amarilys
Ano:
2010
Páginas:
456

ISBN: 9788520430286
Sinopse:
Quentin Coldwater é um gênio precoce às vésperas de entrar na faculdade. Como a maioria das pessoas, Quentin acreditava que a magia não era algo real. Acreditava. Tudo muda quando ele é surpreendentemente admitido em uma universidade - muito antiga, muito secreta, muito exclusiva - de estudos mágicos, ao norte de Nova York. Após se esgueirar por um terreno baldio do Brooklyn na tarde de inverno em que deveria ter feito sua entrevista para entrar em Princeton, Quentin se vê, em pleno verão, no idílico campus da misteriosa Brakebills. Ali - não antes de um difícil e cansativo exame de admissão - ele dá início a uma extensa e rigorosa iniciação ao universo acadêmico da feitiçaria moderna; ao mesmo tempo, descobre também os princípios boêmios da vida universitária - amizades, amores, sexo e álcool.

Resenha: O Circo da Noite - Erin Morgenstern

16 outubro 2015




Título: O Circo da Noite
Autora: Erin Morgenstern
ISBN: 9788580571608
Ano: 2012
Páginas: 365
Editora: Intrínseca
Sinopse:
Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar.
Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá.
À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam.
Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba.


Apresentando a nova colunista - Renata Nogueira

13 outubro 2015

Oi gente,
Não é novidade, nem nada que eu tava procurando mais alguém pra fazer parte do nosso Casting e hoje eu venho apresentar a vocês nossa mais nova colunista. espero que gostem dela e a recebam de braços abertos.
Ela estará por aqui sempre às Terças Feiras e trará pra vocês um monte de conteúdo legal.



Renata Nogueira é paulistana professora de biologia, usa a leitura como passaporte, viajando nas páginas dos livros e vivendo um romance "água-com-açúcar" por dia.