Resenha: Flores Partidas - Karin Slaughter

03 abril 2019


Quando Lydia contou para a irmã que o cunhado havia tentado estuprá-la, Claire não acreditou. Dezoito anos depois, porém, tudo o que Claire achava saber sobre o marido se prova uma mentira. Quando vídeos escondidos no computador de Paul mostram uma face terrível do homem que ela julgava conhecer, Claire percebe que o drama de sua família tem muitas camadas, que precisarão ser descobertas antes que a assustadora verdade venha à tona.
"O novo livro standalone de Karin Slaughter te conquista desde a primeira página."
Amazon
"Karin Slaughter tem uma capacidade inigualável de detalhamento e realismo. Não perco nada dela."
Gillian Flynn, autora de Garota exemplar
"Os enredos complexos, que já são marca registrada de Karin Slaughter, juntamente com estudos de caráter dos personagens, fazem com que Flores partidas seja mais um grande sucesso da autora."
Associated Press



Flores Partidas não foi o meu primeiro contato com a escrita da Karin Slaughter. Eu já admirava o trabalho da autora e Flores Partidas é um dos seus thrillers mais aclamados e foi um imenso prazer, quando pude ver essa história com meus próprio olhos. 


Antes de iniciar essa leitura, eu já havia me contextualizado com a história lendo o prequel A Garota dos Olhos Azuis, que nos introduz à trama contando como se sucedeu o desaparecimento de Julia a irmã mais velha de Claire e Lydia. Acontecimento, super importante, que serviu como start para a cadeias de fatos que levaram essa família até onde ela chegou. O enredo nos mostra como uma família normal acaba por desabar após o desaparecimento sem nenhuma explicação de uma filha. Sendo que o foco da trama se direciona as duas irmãs.

Enquanto Lydia tenta amenizar sua dor mergulhando de cabeça no mundo das drogas, Claire tenta deixar de "ser invisível" casando ainda jovem e tornando Paul, seu marido, o centro do seu mundo. 
Um dia quando Lydia acusa seu marido de tentativa de estupro, a relação entre as irmãs é despedaçada e só volta a existir anos depois, quando Paul morre e arquivos escondidos no seu computador, fazem Claire pensar que talvez seu marido não seja bem o que ela acreditava. E ela já viveu sem explicações sobre fatos marcantes da sua vida durante tempo demais, para não buscar mais explicações sobre aquilo tudo. Assim ela mergulha num universo obscuro em busca de respostas. Mas, talvez ela não esteja pronta para tudo o que possa descobrir.
Flores Partidas é uma obra bem entrelaçada e nos mostra claramente como os fatos do passado são importantes na construção do futuro. Por isso não posso me aprofundar mais no resumo da trama sem dar spoiler.

Resta dizer que eis aqui um enredo muito bem construído, com personagens femininas fortes e marcantes e uma trama muito rica, cheia de detalhes e que é claramente fruto de uma pesquisa intensa da história da época, da violência perpetrada contra as mulheres ao longo de muitos anos e da psicologia de famílias que passam por experiências semelhantes.
A escrita da Karin é ímpar, empática e pungente nas mesmas proporções. De uma frieza e um realismo tão intensos que nos transportam para as páginas do livro e nos permite viver de perto aquela história, porque ela é tão real que dói.

Essa não é uma leitura fácil!
A trama é intensa, profunda e brutal. Cheia de realismo e permeada de gatilhos emocionais que fazem duras críticas ao machismo inerente na sociedade e aos riscos que nós mulheres sofremos todos os dias. Indo desde a violência doméstica administrada através do controle social que o marido exerce contra a esposa aos riscos diários que corremos todos os dias em que precisamos sair de casa numa sociedade opressora, onde somos vistas como presas fáceis para predadores do sexo masculino.
Leia preparada! Essa obra que definitivamente não foi escrita para pessoas com corações e estômagos frágeis. Aqui descobrir a verdade, não te anima, mas machuca. É uma leitura que surpreende a cada virada de página e que sem dúvida foi de extrema importância na consolidação do nome Karin Slaughter como autora de thrillers policiais.

Flores Partidas é uma excelente leitura, perturbadora, mas primordial, que vai te arrebatar da sua zona de conforto e te colocar para pensar, em si mesma, na próxima e em todas as mulheres que desaparecem diariamente no mundo.

Eu recomendo demais a leitura!

Um comentário:

:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :|
:-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥